Tel. 16 3911.6644 | E-mail: contato@cepreno.com.br

Quais as Melhores Especializações em Odontologia

Se você também já se perguntou quais as melhores especializações em odontologia, no intuito de que uma resposta lhe ajude a fazer sua escolha, já deve ter entendido que essa resposta não existe. A decisão sobre qual é o melhor curso de especialização e qual área você deve escolher é muito pessoal e varia de cada profissional dentista.

No entanto, se você acabou de sair de sua graduação, e está em busca dessa escolha, vamos ajudá-lo a conhecer um pouco mais de cada área da odontologia e o que cada uma delas trata, de forma que você possa identificar aquela que mais combina com o seu perfil, ou que você mais tenha se identificado durante sua graduação.

Por que se especializar em odontologia

A especialidade é uma área específica do conhecimento exercida por profissional qualificado a executar procedimentos de maior complexidade, na busca da eficácia e da eficiência de suas ações. O título de Especialista é obtido através dos Cursos de Especialização, após a comprovação da conclusão do Curso de graduação em Odontologia e a inscrição no Conselho Regional.

O clínico geral, entretanto, não deve se anunciar como especialista, mas lhe é facultada a prática profissional bem como a propaganda em qualquer uma das áreas do conhecimento da Odontologia, desde que precedidas do termo Clínico Geral.

São Especialidades Odontológicas, com a sua correta denominação:

Cirurgia e Traumatologia Bucomaxilofaciais

Tem como objetivo o diagnóstico e o tratamento cirúrgico e coadjuvante das doenças, traumatismos, lesões e anomalias congênitas e adquiridas do aparelho mastigatório e anexos, e estruturas craniofaciais associadas.

Dentística

Tem uma visão abrangente e humanística, tem como objetivo o estudo e a aplicação de procedimentos educativos, preventivos e terapêuticos, para devolver ao dente sua integridade fisiológica, e assim contribuir de forma integrada com as demais especialidades para o restabelecimento e a manutenção da saúde do sistema estomatognático.

Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial

tem por objetivo promover e desenvolver uma base de conhecimentos científicos para melhor compreensão no diagnóstico e no tratamento das dores e desordens do aparelho mastigatório, região orofacial e outras estruturas relacionadas.

Endodontia

Tem como objetivo a preservação do dente por meio de prevenção, diagnóstico, prognóstico, tratamento e controle das alterações da polpa e dos tecidos perirradiculares.

Estomatologia

Tem como objetivo a prevenção, o diagnóstico, o prognóstico e o tratamento das doenças próprias da boca e suas estruturas anexas, das manifestações bucais de doenças sistêmicas, bem como o diagnóstico e a prevenção de doenças sistêmicas que possam eventualmente interferir no tratamento odontológico.

Radiologia Odontológica e Imaginologia

Tem como objetivo a aplicação dos métodos exploratórios por imagem com a finalidade de diagnóstico, acompanhamento e documentação do complexo bucomaxilofacial e estruturas anexas.

Implantodontia

Tem como objetivo a implantação na mandíbula e na maxila, de materiais aloplásticos destinados a suportar próteses unitárias, parciais ou removíveis e próteses totais.

Odontologia Legal

Tem como objetivo a pesquisa de fenômenos psíquicos, físicos, químicos e biológicos que podem atingir ou ter atingido o homem, vivo, morto ou ossada, e mesmo fragmentos ou vestígios, resultando lesões parciais ou totais reversíveis ou irreversíveis.

Odontogeriatria

Concentra-se no estudo dos fenômenos decorrentes do envelhecimento que também têm repercussão na boca e suas estruturas associadas, bem como a promoção da saúde, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento de enfermidades bucais e do sistema estomatognático do idoso.

Odontologia do Trabalho

Tem como objetivo a busca permanente da compatibilidade entre a atividade laboral e a preservação da saúde bucal do trabalhador.

Odontologia para Pacientes com Necessidades Especiais

Tem por objetivo o diagnóstico, a prevenção, o tratamento e o controle dos problemas de saúde bucal dos pacientes que apresentam uma complexidade no seu sistema biológico e/ou psicológico e/ou social, bem como percepção e atuação dentro de uma estrutura transdisciplinar com outros profissionais de saúde e de áreas correlatas com o paciente.

Odontopediatria

Tem como objetivo o diagnóstico, a prevenção, o tratamento e o controle dos problemas de saúde bucal do bebê, da criança e do adolescente; a educação para a saúde bucal e a integração desses procedimentos com os dos outros profissionais da área da saúde.

Ortodontia

Tem como objetivo a prevenção, a supervisão e a orientação do desenvolvimento do aparelho mastigatório e a correção das estruturas dentofaciais, incluindo as condições que requeiram movimentação dentária, bem como harmonização da face no complexo maxilomandibular.

 Ortopedia Funcional dos Maxilares

Tem como objetivo tratar a má oclusão através de recursos terapêuticos, que utilizem estímulos funcionais, visando ao equilíbrio morfofuncional do sistema estomatognático e/ou à profilaxia e/ou ao tratamento de distúrbios craniomandibulares, recursos estes que provoquem estímulos de diversas origens, baseados no conceito da funcionalidade dos órgãos.

Patologia Bucal

Tem como objetivo o estudo dos aspectos histopatológicos das alterações do complexo buco-maxilo-facial e estruturas anexas, visando ao diagnóstico final e ao prognóstico dessas alterações, por meio de recursos técnicos e laboratoriais.

Periodontia

Tem como objetivo o estudo dos tecidos de suporte e circundantes dos dentes e seus substitutos, o diagnóstico, a prevenção, o tratamento das alterações nesses tecidos e das manifestações das condições sistêmicas no periodonto, e a terapia de manutenção para o controle da saúde.

Prótese Bucomaxilofacial

Tem como objetivo a reabilitação anatômica, funcional e estética, por meio de substitutos aloplásticos, de regiões da maxila, da mandíbula e da face ausentes ou defeituosas, como sequelas de cirurgia, de traumatismo ou em razão de malformações congênitas ou de distúrbios do desenvolvimento.

Prótese Dentária

Tem como objetivo a reconstrução dos dentes parcialmente destruídos ou a reposição de dentes ausentes visando à manutenção das funções do sistema estomatognático, proporcionando ao paciente a função, a saúde, o conforto e a estética.

Saúde Coletiva

Tem como objetivo o estudo dos fenômenos que interferem na saúde coletiva, por meio de análise, organização, planejamento, execução e avaliação de sistemas de saúde, dirigidos a grupos populacionais, com ênfase na promoção de saúde. Além destas 19 especialidades, através da Decisão CFO-45/2008, foram estabelecidas normas para a habilitação do CD para a utilização das práticas interativas e complementares. De acordo com a Resolução do CFO 82/2008, de 1/10/2008 – os CDs poderão aplicar seis práticas integrativas, a saber:

Acupuntura

Medidas da medicina tradicional chinesa, como método de tratamento, prevenção e manutenção do estado de saúde do paciente no âmbito do sistema estomatognático.

Fitoterapia

Estudo da aplicação das plantas medicinais, embasadas na multidisciplinaridade na prática odontológica.

Hipnose

Tratamento de medos, fobias, controles de distúrbios neuromusculares e preparo dos pacientes, entre outros.

Homeopatia

Terapia homeopática, motivando o profissional na busca da saúde geral para o paciente.

Laserterapia

Emprego da terapia fotodinâmica e aplicação de laser de alta e baixa intensidade e LEDS nas diversas áreas da Odontologia.

Terapia Floral

Uso de essências florais como tratamento e preventivo do emocional do paciente.

Agora que você conhece algumas áreas nas quais pode se especializar dentro da odontologia, que tal conhecer os cursos de especialização do Cepreno?